Mais de 80% dos consumidores goianienses devem comprar no Dia dos Pais

Sondagem conduzida pela CDL Goiânia aponta que ticket médio dos gastos será de R$ 150 por presente

 A comemoração do Dia dos Pais em 2023 deve levar mais de 850 mil consumidores goianienses ao comércio da capital (81,2%). A informação é de um levantamento realizado pela CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) Goiânia. Os dados divulgados pela entidade ainda mostram que a falta de alguém para presentear foi apontado como um dos principais motivos daqueles que não investirão na data.

O ticket médio da comemoração vai girar em torno de R$ 150, sendo um presente por consumidor. Levando em consideração a população economicamente ativa, excluindo o comércio de turismo ou compras, devem ser injetados aproximadamente R$ 142 milhões na economia local.

Na comparação com 2022, a maioria dos participantes do levantamento (42,9%) informou que vai investir o mesmo valor neste ano. Outros 16,1% afirmaram que vão gastar menos e 21,4% devem desembolsar mais. “No último mês tivemos uma leve queda da inadimplência aqui na capital, fator que favorece a movimentação do comércio para a data. Além disso, o programa Desenrola Brasil trouxe oportunidade para quem está com o nome negativado voltar a consumir. Até o fim do ano, a expectativa é de que as datas comemorativas sejam mais movimentadas”, explica o presidente da CDL Goiânia, Geovar Pereira.

Pais e padrastos serão os mais homenageados

Os participantes da sondagem indicaram que os pais e padrastos serão os mais presenteados na data (50%), seguidos por maridos (14,3%), avós (7,2%) e sogros (5,6%). Ao mencionar o tipo de produto que será ofertado aos homenageados, os itens de vestuário e calçados seguem a preferência, com 67,86%, seguidos por perfumes e cosméticos (17,86%), relógios, joias e acessórios (5,63%) e eletrônicos (3,57%).

Locais, formas de pagamento e data da compra

Mais da metade dos consumidores goianienses participantes da sondagem (61,8%) informaram que pretendem realizar as compras presencialmente. Destes, 71,43% disseram que irão realizar as compras em shoppings, 20% afirmaram que irão às lojas de rua e 8,57% ainda não decidiram o local. Como diferencial para decisão da compra, 41,6% falaram que procuram por melhores preços e promoções.

Já os que pretendem realizar as compras pela internet (21,8%) relataram que deverão acessar diretamente as plataformas de e-commerce e marketplace das empresas (33,3%), outros farão buscas em sites de pesquisa (33,3%) e 8,3% deverão utilizar aplicativos próprios. Para os consumidores online, a decisão de compra será baseada em preço e promoção (28%); praticidade (18%); qualidade (17%); e frete grátis (17%).

O pagamento do presente do Dia dos Pais será realizado preferencialmente via Pix e cartão de crédito parcelado, com 14,3% da preferência cada, seguidos por cartão de crédito à vista e dinheiro (7,1% cada) e cartão de débito, com 5,4%. Sobre a forma de pagamento, 51,8% dos entrevistados disseram que utilizarão mais de um meio.

Primeira semana de agosto será a mais movimentada no comércio

Os dias que vão de 30 de julho a 06 de agosto deverão ser os de maior movimento nas lojas. Ao todo, 48,2% dos consumidores preferem essa data para ir em busca do presente. Outros 30,4% disseram que a compra será feita antes do dia 30 de julho e outros 17,9% afirmaram que a ida às compras será entre os dias 07 e 11 de agosto. Os que comprarão na véspera ou no próprio dia da comemoração correspondem a 3,6%. 

 

Fonte: Ascom

Em que podemos te ajudar?