Você sabe como declarar?

Chegamos na época do ano em que a correria para a declaração do Imposto de Renda começa. Para quem tem ajuda, a tarefa pode ser menos trabalhosa. Para quem pretende fazer sozinho, é necessário redobrar a atenção. Qual é o seu caso? Em qualquer um deles, fique de olho na melhor forma de fazer o processo para evitar problemas.

Como funciona o Imposto de Renda?

O Imposto de Renda é um valor mensal retido do salário ou pago com base em outros rendimentos dos brasileiros. Existe também uma outra declaração obrigatória anual, que é uma das maneiras de a Receita Federal verificar se o cidadão está pagando os impostos da forma correta.

A declaração é feita considerando o ano anterior. Em 2022, por exemplo, você descreve os ganhos e gastos que obteve em 2021. É preciso declarar tudo o que ganhou nesse período, desde investimentos, salários até o rendimento de aluguéis.

Depois de feita a declaração, é possível criar uma lista de despesas do mesmo período que podem ser abatidas no valor do IR e, consequentemente, reduzir o valor dos impostos pagos.

Como declarar?

O processo para declaração do Imposto de Renda é feito por meio do Programa IRPF (https://www.gov.br/receitafederal/pt-br), que deve ser baixado do site da Receita Federal. Durante o preenchimento é necessário optar entre as modalidades de declaração de IR simplificada ou completa.

O que é necessário na hora de declarar?

O contribuinte precisa ter em mãos todos os dados de identificação pessoal e dos seus dependentes, caso existam. É importante ter estes documentos atualizados. Veja quais são:

• Documento de identidade (nome, CPF, data de nascimento e título de eleitor);

• Endereço completo atualizado;

• Comprovante da atividade profissional;

• Dados bancários, para débito ou restituição do imposto;

• Dependentes (nome, data de nascimento e grau de parentesco).

Comprovantes de renda

O contribuinte deve ter todos os comprovantes da sua receita.

• Informe de rendimentos do empregador (salário) e pró-labore;

• Informe de rendimentos de distribuição de lucros;

• Informe de rendimentos de instituições bancárias e outras instituições financeiras;

• Comprovante de aluguéis;

• Comprovantes e documentos de outras rendas (pensão alimentícia, doações, herança e outros);

• Informe de rendimento de aposentadoria e/ou pensão;

Quem deve declarar o IR?

São aquelas pessoas que possuem rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cujas somas foram superiores a R$ 28.559,70. Em relação à atividade rural, precisam prestar contas os que obtiveram receita bruta com valor maior a R$ 142.798,50. Os com rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000 também devem declarar.

Veja o passo a passo de como emitir a declaração com o Certificado Digital E-CPF

• Passo 1 – Acesse o e-CAC

O e-CAC, Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte, é o portal de comunicação via internet entre o contribuinte e a Receita Federal. Não é preciso baixar o programa do IR.

Acesse: https://cav.receita.fazenda.gov.br/autenticacao/login

•  Passo 2 – Faça o login

1. Com seu Certificado Digital e-CPF instalado em seu computador ou conectado via token ou cartão criptográfico, clique na imagem “Entrar com GOVBR” na caixa “Acesso GOVBR” do lado direito da tela;

2. Na página seguinte clique no ícone “Certificado Digital”;

3. Em seguida, utilize seu PIN para fazer seu

• Passo 3 – Importe sua Declaração Pré-preenchida

1. Clique no botão “Declarações e Demonstrativos”;

2. Clique em “Meu imposto de renda (Extrato da DIRPF)”;

3. Clique no campo “Declaração”;

4. Clique em “Preencher declaração online”;

Ao clicar, uma nova janela será aberta com a declaração de 2020 no topo como “não iniciada”, seguida de uma lista com as declarações dos cinco anos anteriores.

5. Clique no sinal de “+” ao lado do ano escolhido;

6. Clique na opção “Importar Declaração Pré-preenchida”.

A partir de agora, quando você precisar interromper o processo, crie uma senha e uma pergunta com resposta de recuperação para acessar a declaração.

• Passo 4 – Atualize os dados da “Declaração Pré-preenchida”

Na página da “Declaração Pré-preenchida”:

1. Clique no triângulo com exclamação no topo da tela para identificar os erros apontados pela Receita Federal na declaração selecionada;

2. Faça a correção das informações indicadas;

3. Em seguida, acesse os demais itens da declaração e confira, uma a uma, cada informação por você declarada à época;

4. Faça as atualizações necessárias como: rendimentos, despesas, deduções, bens e dívidas.

•  Passo 5 – Revise e envie sua declaração

Tenha a máxima atenção ao revisar as informações declaradas. Isso é muito importante. Verifique item por item.

Quando você terminar a revisão:

1. No menu à esquerda clique em “entregar”;

2. Confira ou preencha os dados da sua conta bancária;

3. Clique em “Aceito os termos e condições da declaração”;

4. Finalize clicando em “Entregar declaração”.

• Passo 6 – Salve o recibo de entrega

Não deixe de salvar o recibo de entrega. Esse é o documento que comprova a entrega de sua Declaração do Imposto de Renda que pode ser necessário em circunstâncias futuras, como a retificação da declaração solicitada pela Receita Federal.

Com informações da Hasa

Em que podemos te ajudar?